Giro d’Italia: Peter Sagan quebra jejum de 15 meses e vence solo

Peter Sagan (Bora-Hansgrohe) quebrou nesta terça-feira um jejum de mais de 15 meses sem vitórias com um triunfo épico na décima etapa do Giro d’Italia. Em sua primeira participação no Giro, o eslovaco tricampeão mundial entra para o hall da fama como o 100º ciclista da história com vitórias nos três Grand Tour. Em seu palmarés, o ciclista de 30 anos tem 12 vitórias de etapa no Tour de France, quatro na Vuelta a Espanha, num total de 114 vitórias.

Depois de assumir a liderança da classificação por pontos na quarta etapa e ser desbancado dois dias depois pelo francês Arnaud Demare (Groupama-FJD), Sagan mostrou hoje que três títulos mundiais não vieram por acaso.

Logo no começo da etapa, o velocista da Bora-Hansgrohe saiu em uma fuga com outros sete ciclistas, entre eles o campeão mundial de crono Filippo Ganna (Ineos).

Sagan: “Eu venci no meu estilo, dando show”

50km da chegada, já nos trechos de subida, Ganna sobrou e Sagan aumentou o ritmo, com estilo, até sua vitória solo. Foram 177km, de Lanciano a Tortoreto, em 4h01min56s e 43,9km/h de velocidade média. No percurso, Sagan conquistou duas metas volantes e ainda dois prêmios de montanha.

“Eu venci no meu estilo, dando show. Estive na fuga o dia tudo e estava com as pernas boa. Fui sozinho na subida, antes de descer com atenção no longo trecho de descida e aí dei tudo nos últimos sete quilômetros”, disse Sagan, que manteve a vice-liderança da classificação por pontos, mas reduziu para 20 pontos a vantagem para Demare. O francês tem agora 167 pontos e Sagan 147.

Na classificação geral, o português João Almeida (Deceuninck-Quickstep) manteve a camisa de líder, com 34 segundos sobre o holandês Wilco Kelderman (Sunweb) e 43 segundos sobre o espanhol Pello Bilbao (Bahrain McLaren).

“Hoje novamente minha equipe fez um trabalho perfeito. No final eu tentei atacar e consegui ganhar alguns segundos com o bônus de tempo na meta de chegada. No fim, foi um bom dia”, disse Almeida, que lidera também na classificação de ciclistas jovens (camisa branca), com 1min19s sobre o australiano Jai Hindley (Team Sunweb).

Por conta de contágios no pelotão, o australiano Michael Matthews (Sunweb) e as equipes Mitchelton-Scott e a Jumbo-Visma abandonaram a prova e não largaram

Almeida mantém a liderança na classificação geral

Do Bikemagazine
Texto de Marcos Adami
Fotos La Presse

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s